Indústria 4.0

Automação Industrial

A Automação Industrial nada mais é do que a integração de máquinas e processos da linha de produção. Através da automação, qualquer organização pode executar processos com pouca ou nenhuma intervenção humana. A automação é capaz de alimentar uma variedade de equipamentos, que se tornam capazes de executar seus objetivos em diferentes situações e ambientes de fabricação.

Dessa forma, é possível gerar uma gestão melhor dos dados e fazer com que a tomada de decisões seja descentralizada e baseada em informações concretas. Para muitos especialistas, a Automação Industrial é o primeiro passo significativo na jornada da Indústria 4.0, o que a torna uma medida essencial.

As empresas podem utilizar infraestruturas de automação industrial para a fabricação, refinação e produção de peças individuais, assim como na montagem do produto final, quando necessário.

Por que a Automação Industrial é tão eficaz?

A automação industrial aumenta a qualidade, a produção e a eficiência, reduzindo a assistência humana, reduzindo drasticamente o risco de erro.

Esse processo conta com diversos objetivos que visam tornar o trabalho produtivo mais fácil e prático, gerando grandes benefícios. Dentre os principais, estão:

  • Menor tempo de produção
  • Diminuição na taxa de erros
  • Menor custo com mão de obra
  • Maior volume de produção
  • Flexibilidade na linha de produção
  • Maior qualidade no produto final
  • Maior precisão e repetibilidade
  • Maior potencial econômico

Como funciona a Automação Industrial?

Em sua forma mais básica, a automação utiliza um sistema de controle, como um computador, por exemplo, que avalia valores medidos por sensores e os compara a uma lista predeterminada de valores para realizar ajustes que mantenham o ambiente e as condições necessárias para a eficiência.

Em ambientes industriais maiores, há grandes quantidades de dados para gerenciar equipamentos e processos em um ambiente de manufatura. As grandes indústrias estão sempre procurando maneiras de aumentar a produção, a produtividade e a eficiência. Em paralelo, a automação mantém as máquinas operando dentro das condições mais adequadas para cada condição de produção.

A maioria das linhas de produção automatizadas consiste em estações de trabalho e um sistema de transferência que move um item por várias fases de produção, usando ferramentas diferentes para alterar a finalidade ou a aparência do produto.

Esse processo é supervisionado por um sistema de controle que gerencia a sequência em que o maquinário é usado e por quanto tempo cada máquina deve trabalhar no produto.

Quais são os sistemas de automação de fábrica?

Uso de diferentes sistemas de automação de acordo com a produção.

Existem três tipos diferentes de automação, cada um servindo a um propósito específico:

  • Fixa: Como o nome sugere, todo o processo de produção desses sistemas são fixos e não podem ser alterados sem um investimento considerável de tempo e esforço. Geralmente, esse tipo de automação é limitado a linhas de produção que produzem altos volumes de itens, como na indústria automotiva.
  • Flexível: O uso de Sistemas Flexíveis de Fabricação (FMS) permite que as linhas de produção estendam as capacidades dos sistemas programáveis ​​para permitir a troca de produtos com o mínimo de atraso na produção.
  • Programável: a automação programável permite que as operações adaptem e reordenem todo o processo de fabricação para levar em conta alterações no item que está sendo produzido, como mudanças de cor em brinquedos infantis, por exemplo. Essa solução normalmente utilizará máquinas de controle numérico (CNC) controladas por programas de computador para produzir diferentes lotes com itens distintos.

Smart Factory e Inteligência Artificial na Indústria 4.0

O conceito de Smart Factory (ou Fábricas Inteligentes) envolve fábricas com sistemas ciberfísicos totalmente integrados e capazes de responder às mudanças da demanda de forma imediata. Graças ao desenvolvimento de tecnologias como IoT, Big Data e computação em nuvem, o gerenciamento inteligente de dados se torna, hoje, um processo muito mais simples e acessível.

Nesse contexto, a Inteligência Artificial se apresenta como uma ferramenta valiosa. Afinal, por meio dela, é possível ter uma forma de automação programável e flexível através de softwares que podem operar por conta própria e ainda aprender com a própria operação, um fator que aumenta sua eficiência e precisão, ao longo do tempo.

Como acontece o processo de automação no Brasil?

No Brasil, a automação industrial teve início por meio da indústria automobilística e de alimentos, que introduziram grande parte dos equipamentos no mercado do país e deram início à utilização de processos robotizados em procedimentos que exigiam velocidade e ofereciam maior risco aos funcionários humanos. A transformação da indústria, com a renovação do parque industrial, tem sido apontada por especialistas como a chave para a retomada do crescimento econômico brasileiro. Isso porque sua implementação está associada aos ganhos de produtividade e ao maior potencial econômico que a modernização oferece.


Cite esse conteúdo

Para citar o conteúdo desse artigo em dissertações, manuscritos ou teses, utilize o link direto: https://www.doutoriot.com.br/negocios/industria-40/automacao-industrial/

A referência abaixo já está formatada no padrão ABNT:

DIAS, Gabriel Martins. Automação Industrial. Doutor IoT, São Paulo, 9 de jun. de 2021. Disponível em: <https://www.doutoriot.com.br/negocios/industria-40/automacao-industrial/>. Acesso em: 9 de jun. de 2021.
Curso online: Arquiteto IoT

Curso online de Arquiteto IoT

Desenhe soluções completas de loT, conheça os dispositivos, meios de comunicação, análises de dados e segurança.

Consultoria de projetos IoT

Consultoria e
projetos IoT

Desenhe soluções completas de loT, conheça os dispositivos, meios de comunicação, análises de dados e segurança.