Dashboard com exemplo de gráficos.
Dashboards

O que é Dashboard e para que serve?

Dashboards são painéis visuais que mostram um conjunto de informações, com métricas e indicadores importantes para o alcance de resultados traçados previamente. O objetivo de um dashboard é o monitoramento de resultados de um determinado negócio por meio de diferentes fontes de dados, que podem ser analisadas por profissionais do setor de TI ou de gestão empresarial.

O ponto mais importante na criação de um Dashboard é que ele deve responder a uma pergunta principal. É possível que, para responder essa pergunta, seja necessário responder outras dúvidas secundárias a partir de dados mais específicos.

Depois que os dados são coletados e agrupados, é por meio de um Dashboard que o profissional é capaz de planejar e implementar melhorias nos processos, além de corrigir falhas e desenvolver novas estratégias para o alcance de diferentes resultados. Ou seja, a ferramenta possibilita o acesso a uma visão ampla e analítica de todas as estratégias que estão sendo desenvolvidas pela empresa.

O que são KPIs?

Os KPIs ou Key Performance Indicators (em português, indicadores-chave de desempenho) são instrumentos de gestão que permitem a verificação do nível de desempenho de uma meta, seja ela específica ou geral. Esses indicadores podem ser atualizados manualmente, no caso de planilhas, ou automaticamente, com a utilização de softwares.

Screenshot do Microsoft Excel
Dashboard para monitoramento de projeto no Microsoft Excel.

KPIs Qualitativos

Normalmente, um indicador (KPI) qualitativo é uma característica de um processo ou decisão de negócio e não é representado por um número.

Exemplos de KPIs qualitativos incluem opiniões, propriedades e características. Um indicador qualitativo que as organizações usam com frequência é a pesquisa de satisfação dos funcionários. Embora alguns dados da pesquisa sejam considerados quantitativos, a opinião das pessoas é um indicador qualitativo.

KPIs Quantitativos

Os indicadores (KPIs) quantitativos são diretos e objetivos, pois são representados por números. Exemplos de medidas quantitativas incluem tempos, valores financeiros e pesos.

Existem dois tipos de indicadores quantitativos, os contínuos e os discretos:

  • Indicadores quantitativos contínuos podem assumir qualquer valor (incluindo decimais) em um intervalo. Por exemplo, o valor total das vendas do trimestre de uma empresa é um KPI quantitativo contínuo.
  • Indicadores quantitativos discretos são contagens de classificações, como o número de reclamações recebidas na última semana, a quantidade de acidentes em uma planta e o número de novos clientes no último mês. É possível criar um indicador quantitativo discreto baseado na avaliação de KPIs qualitativos, como por exemplo a “quantidade de comentários negativos sobre uma marca”.

Como criar um Dashboard?

Dashboards podem ser desenvolvidos com objetivos estratégicos, táticos ou operacionais. Para a criação desse tipo de sistema analítico, é importante saber quais detalhes têm impacto na análise dos dados. Por exemplo, é fundamental ter a certeza de que todo o conjunto de informações fará sentido para quem o acessa e de que poderá ser útil para a tomada de ações.

Para a criação e a efetiva utilização de um dashboard, é fundamental garantir o cumprimento das seguintes etapas:

  1. Estudar as opções de plataformas e softwares de visualização disponíveis
  2. Definir os indicadores (KPIs) e métricas a serem exibidos
  3. Escolher os melhores recursos visuais para a apresentação
  4. Testar a ferramenta no dia a dia
  5. Fazer os ajustes necessários após o teste
  6. Criar uma cultura de tomada de decisões orientada por dados

Ferramentas para criação de Dashboards

A ferramenta mais simples e utilizada na criação de Dashboards é o Microsoft Excel. A disponibilidade dos dados das planilhas agiliza a elaboração de paineis de indicadores compostos por gráficos e KPIs quantitativos. Existem muitos cursos online focados na criação de Dashboards no Excel no Udemy.

Além do Excel, existem muitas ferramentas de mercado voltadas exclusivamente à criação de Dashboards. A grande vantagem dessas ferramentas está na facilidade de conexão com fontes de dados externas e na criação de visualizações avançadas através de gráficos, mapas e tabelas. Os diferentes formatos de visualização são parte fundamental na apresentação de Dashboards, uma vez que seu grande objetivo é apresentar as informações de maneira clara e de fácil entendimento.

Screenshot do Power BI
Dashboard no Power BI. (imagem: reprodução / microsoft.com)

Algumas ferramentas de mercado especializadas na criação de Dashboards:

Também é uma prática comum aproveitar conexões e sistemas já estabelecidos para a exibição de indicadores através de Dashboards. Nesse processo, o uso de templates facilita o desenvolvimento de dashboards em plataformas web. Por exemplo, alguns templates Open Source disponíveis na Internet:


Cite esse conteúdo

Para citar o conteúdo desse artigo em dissertações, manuscritos ou teses, utilize o link direto: https://www.doutoriot.com.br/dashboards/o-que-e-para-que-serve/

A referência abaixo já está formatada no padrão ABNT:

DIAS, Gabriel Martins. O que é Dashboard e para que serve?. Doutor IoT, São Paulo, 29 de set. de 2020. Disponível em: <https://www.doutoriot.com.br/dashboards/o-que-e-para-que-serve/>. Acesso em: 29 de set. de 2020.
Curso online: Arquiteto IoT

Curso online de Arquiteto IoT

Desenhe soluções completas de loT, conheça os dispositivos, meios de comunicação, análises de dados e segurança.

Consultoria de projetos IoT

Consultoria e
projetos IoT

Desenhe soluções completas de loT, conheça os dispositivos, meios de comunicação, análises de dados e segurança.