Dashboard com exemplo de gráficos.
Dashboards

O que é Dashboard e para que serve?

Dashboards são painéis visuais que mostram um conjunto de informações, com métricas e indicadores importantes para o alcance de resultados traçados previamente. O objetivo de um dashboard é o monitoramento de resultados de um determinado negócio por meio de diferentes fontes de dados, que podem ser analisadas por profissionais do setor de TI ou de gestão empresarial.

O ponto mais importante na criação de um Dashboard é que ele deve responder a uma pergunta principal. É possível que, para responder essa pergunta, seja necessário responder outras dúvidas secundárias a partir de dados mais específicos.

Depois que os dados são coletados e agrupados, é por meio de um Dashboard que o profissional é capaz de planejar e implementar melhorias nos processos, além de corrigir falhas e desenvolver novas estratégias para o alcance de diferentes resultados. Ou seja, a ferramenta possibilita o acesso a uma visão ampla e analítica de todas as estratégias que estão sendo desenvolvidas pela empresa.

O que são KPIs?

Os KPIs ou Key Performance Indicators (em português, indicadores-chave de desempenho) são instrumentos de gestão que permitem a verificação do nível de desempenho de uma meta, seja ela específica ou geral. Esses indicadores podem ser atualizados manualmente, no caso de planilhas, ou automaticamente, com a utilização de softwares.

Screenshot do Microsoft Excel
Dashboard para monitoramento de projeto no Microsoft Excel.

KPIs Qualitativos

Normalmente, um indicador (KPI) qualitativo é uma característica de um processo ou decisão de negócio e não é representado por um número.

Exemplos de KPIs qualitativos incluem opiniões, propriedades e características. Um indicador qualitativo que as organizações usam com frequência é a pesquisa de satisfação dos funcionários. Embora alguns dados da pesquisa sejam considerados quantitativos, a opinião das pessoas é um indicador qualitativo.

KPIs Quantitativos

Os indicadores (KPIs) quantitativos são diretos e objetivos, pois são representados por números. Exemplos de medidas quantitativas incluem tempos, valores financeiros e pesos.

Existem dois tipos de indicadores quantitativos, os contínuos e os discretos:

  • Indicadores quantitativos contínuos podem assumir qualquer valor (incluindo decimais) em um intervalo. Por exemplo, o valor total das vendas do trimestre de uma empresa é um KPI quantitativo contínuo.
  • Indicadores quantitativos discretos são contagens de classificações, como o número de reclamações recebidas na última semana, a quantidade de acidentes em uma planta e o número de novos clientes no último mês. É possível criar um indicador quantitativo discreto baseado na avaliação de KPIs qualitativos, como por exemplo a “quantidade de comentários negativos sobre uma marca”.

Como criar um Dashboard?

Dashboards podem ser desenvolvidos com objetivos estratégicos, táticos ou operacionais. Para a criação desse tipo de sistema analítico, é importante saber quais detalhes têm impacto na análise dos dados. Por exemplo, é fundamental ter a certeza de que todo o conjunto de informações fará sentido para quem o acessa e de que poderá ser útil para a tomada de ações.

Para a criação e a efetiva utilização de um dashboard, é fundamental garantir o cumprimento das seguintes etapas:

  1. Estudar as opções de plataformas e softwares de visualização disponíveis
  2. Definir os indicadores (KPIs) e métricas a serem exibidos
  3. Escolher os melhores recursos visuais para a apresentação
  4. Testar a ferramenta no dia a dia
  5. Fazer os ajustes necessários após o teste
  6. Criar uma cultura de tomada de decisões orientada por dados

Ferramentas para criação de Dashboards

A ferramenta mais simples e utilizada na criação de Dashboards é o Microsoft Excel. A disponibilidade dos dados das planilhas agiliza a elaboração de paineis de indicadores compostos por gráficos e KPIs quantitativos. Existem muitos cursos online focados na criação de Dashboards no Excel no Udemy.

Além do Excel, existem muitas ferramentas de mercado voltadas exclusivamente à criação de Dashboards. A grande vantagem dessas ferramentas está na facilidade de conexão com fontes de dados externas e na criação de visualizações avançadas através de gráficos, mapas e tabelas. Os diferentes formatos de visualização são parte fundamental na apresentação de Dashboards, uma vez que seu grande objetivo é apresentar as informações de maneira clara e de fácil entendimento.

Screenshot do Power BI
Dashboard no Power BI. (imagem: reprodução / microsoft.com)

Algumas ferramentas de mercado especializadas na criação de Dashboards:

Também é uma prática comum aproveitar conexões e sistemas já estabelecidos para a exibição de indicadores através de Dashboards. Nesse processo, o uso de templates facilita o desenvolvimento de dashboards em plataformas web. Por exemplo, alguns templates Open Source disponíveis na Internet:


Cite esse conteúdo

Para citar o conteúdo desse artigo em dissertações, manuscritos ou teses, utilize o link direto: https://www.doutoriot.com.br/dashboards/o-que-e-para-que-serve/

A referência abaixo já está formatada no padrão ABNT:

DIAS, Gabriel Martins. O que é Dashboard e para que serve?. Doutor IoT, São Paulo, 11 de jun. de 2021. Disponível em: <https://www.doutoriot.com.br/dashboards/o-que-e-para-que-serve/>. Acesso em: 11 de jun. de 2021.
Painel de vendas no Tableau
Dashboards

Para que serve o Tableau?

Famoso entre os profissionais de TI, o Tableau é uma ferramenta de software que permite que seus usuários desenvolvam Dashboards interativos a partir dos dados disponíveis. Para isso, ele permite que os usuários conectem a plataforma a planilhas do Microsoft Excel ou aos mais diversos bancos de dados, como SQL Server, por exemplo.

Uma vez que a conexão é estabelecida, é possível criar soluções de análise e visualização de dados, permitindo que outros usuários façam perguntas e obtenha respostas rápidas a partir dos dados disponíveis na organização. Para agilizar a busca por respostas, a ferramenta utiliza componentes de Inteligência Artificial (IA) conectados à solução de Business Intelligence (BI).

Painel com métricas de vendas no Tableau
É possível conectar o painel do Tableau com o Salesforce. (imagem: reprodução / tableau.com)

O site do IntelliPaat mostra um passo a passo de como desenvolver um bom Dashboard com layout prático e que facilite entendimento dos dados. Confira, clicando aqui.

Como funciona a versão do Tableau online?

O Tableau Online é uma ferramenta de análise de dados em nuvem. Nesta versão, é possível publicar Dashboards e compartilhar os resultados com qualquer pessoa.

Além disso, essa versão tem todos os benefícios de uma solução em nuvem (SaaS): os usuários não precisam se preocupar com a atualização da versão, com a configuração dos servidores ou com o escalonamento da capacidade do hardware, já que a plataforma é totalmente hospedada em rede.

Exemplo de Dashboard feito no Tableau Online. (imagem:reprodução / tableau.com)

Para utilizar esta versão do software, é possível realizar uma avaliação gratuita através do site da própria ferramenta.

Como funciona a versão gratuita do Tableau?

A versão gratuita do Tableau (conhecida também como Tableau Public) é uma ferramenta que pode ser utilizada principalmente de maneira experimental. Ele permite a criação de painéis informativos e interativos para que os usuários possam visualizar linhas de tendências exponenciais e dados geográficos.

Você pode utilizar essa versão clicando aqui.

Exemplos de Dashboards feitos em Tableau

Como forma de inspirar diferentes formatos de visualização de dados, a empresa Tableau criou um blog chamado Viz of the Day, que é atualizado diariamente com infográficos que exibem informações de formas criativas e eficientes.

Com o Tableau Public, as empresas têm a opção de permitir que seus paineis fiquem disponíveis ao público em geral. Segue abaixo um exemplo de Dashboard para monitoramento de estoque:

Outros exemplos:

Existem cursos para a utilização do Tableau?

Existem diversos cursos que ensinam o desenvolvimento e a utilização da plataforma Tableau, alguns deles estão disponíveis no site da Udemy. Os cursos estão disponíveis nos mais variados níveis:


Cite esse conteúdo

Para citar o conteúdo desse artigo em dissertações, manuscritos ou teses, utilize o link direto: https://www.doutoriot.com.br/dashboards/tableau/

A referência abaixo já está formatada no padrão ABNT:

DIAS, Gabriel Martins. Para que serve o Tableau?. Doutor IoT, São Paulo, 11 de jun. de 2021. Disponível em: <https://www.doutoriot.com.br/dashboards/tableau/>. Acesso em: 11 de jun. de 2021.
Logo Microsoft Power BI
Dashboards

Para que serve o Power BI?

O Power BI é uma ferramenta de Business Intelligence da Microsoft que promove uma maior conexão entre o usuário e seus dados coletados. Por meio de uma coleção de serviços de software, conectores e aplicativos, a ferramenta facilita a tomada de decisões com maior velocidade e por meio de apresentações envolventes e interativas.

Dentre suas principais funções, o Power BI permite a criação e configuração de Dashboards, apresentações por meio de Storytelling, exportação para o Powerpoint, utilização de gráficos de funil e de cascata, medidores e cartões de número único, coletagem de dados, entre outras facilidades.

Como funciona o Power BI para desktop?

Criação de Dashboard no Microsoft Power BI Desktop. (imagem: reprodução / microsoft.com)

O Power BI Desktop é uma ferramenta gratuita que pode ser instalada em um computador, permitindo a conexão, transformação e apresentação de dados. Muitos dos usuários que trabalham com business intelligence e com análise de dados acabam utilizando esta versão para a produção e compartilhamento de relatórios.

Quanto custa a licença do Power BI?

Para utilizar a ferramenta Power BI em ambiente corporativo e com a possibilidade de compartilhar os Dashboards entre os usuários, você precisa adquirir uma licença.

Atualmente, o serviço está disponível por US$ 9,99 na versão Pro e por US$ 4.995 na versão Premium. Ambas as versões possibilitam a criação de relatórios e painéis de dados, preparos de Big Data e ETL, biblioteca de elementos visuais, conectores de dados em nuvem, entre outros.

O que é DAX?

Exemplo de query utilizando DAX. (imagem: reprodução / microsoft.com)

A linguagem DAX – sigla para Data Analysis eXpression – faz referência a uma coleção de funções, operadores e constantes que podem ser utilizados em uma fórmula ou expressão para o cálculo e retorno de um ou mais valores. Em resumo, essa linguagem possibilita a criação de novas informações por meio de dados já presentes e é uma solução fundamental para o uso do Power BI.

Existem cursos para a utilização do Power BI?

Existem cursos online e presenciais que ensinam o desenvolvimento de Dashboards e a configuração do Power BI. No site Udemy, é possível encontrar uma série desses cursos nos mais variados níveis:

Como tirar uma certificação em Power BI?

O processo de certificação é indicado para os profissionais que desejam comprovar seus conhecimentos de análise e visualização de dados no Power BI. Uma certificação exige que a pessoa conheça a fundo as facilidades que a ferramenta disponibiliza.

A certificação oficial de Power BI é realizada online e em inglês, com a duração de duas horas. Após a aprovação no exame, os profissionais passam a ter o certificado de MCP, ou seja, um Microsoft Certified Professional. A partir de então, você pode ir avançando de nível.

Mas, se o que você procura é apenas um curso para especialização no assunto, é possível encontrar alguns cursos em plataformas como a Udemy, por exemplo. Nesse caso, você não contará com uma certificação oficial da Microsoft, mas terá controle completo sobre a ferramenta Power BI.


Cite esse conteúdo

Para citar o conteúdo desse artigo em dissertações, manuscritos ou teses, utilize o link direto: https://www.doutoriot.com.br/dashboards/power-bi/

A referência abaixo já está formatada no padrão ABNT:

DIAS, Gabriel Martins. Para que serve o Power BI?. Doutor IoT, São Paulo, 11 de jun. de 2021. Disponível em: <https://www.doutoriot.com.br/dashboards/power-bi/>. Acesso em: 11 de jun. de 2021.
Dashboards

Por onde começar um Dashboard no Excel?

O Excel é uma das ferramentas mais utilizadas no mercado de trabalho. Isso porque ele oferece diversas funcionalidades e atalhos, facilitando o desenvolvimentos dos mais variados tipos de planilhas e gráficos. Essas funções permitem que as informações mais importantes de um conjunto de dados sejam apresentadas de maneira facilitada, melhorando a compreensão de quem acessa a apresentação.

Para quem deseja criar dashboards com métricas e indicadores complexos, é possível aproveitar modelos de templates que estejam disponíveis online, por exemplo:

Captura de tela de um dashboard em Excel para acompanhamento de projetos de consultoria

O primeiro passo para isso é decidir qual tipo de dashboard é necessário:  o operacional facilita a operação analista, o tático permite que se tenha acesso rapidamente ao controle das estratégias criadas e o estratégico possibilita o acompanhamento do cumprimento das metas estabelecidas.

O que são dashboards dinâmicos?

Um dashboard dinâmico permite a interatividade dos usuários, e cada um pode alterar o modo de exibição de dados, dentro dos limites permitidos pelos controles. A versatilidade desse modelo permite que cada usuário possa exibir apenas o subconjunto de dados no qual está interessado, usando painéis e seletores.

Captura de tela de um dashboard dinâmico em Excel

Algumas ferramentas do Excel facilitam a criação de um painel dinâmico, por exemplo:

  • Barras de rolagem: ela é indicada nos casos em que há muitas linhas de dados, pois reduz o ícone e aumenta o espaço de trabalho.
  • Caixas de seleção: ela permite a seleção de itens e a atualização do dashboard de forma rápida, com apenas alguns cliques.
  • Lista suspensa: esta ferramenta permite a escolha da informação específica que deseja visualizar ou atualizar.

Existem cursos para a criação de dashboards no Excel?

Diversos cursos para o desenvolvimento de dashboards estão disponíveis online. A plataforma Udemy, por exemplo, oferece cursos para os mais diversos níveis de criação de dashboards no Excel.

Existem cursos disponíveis em três níveis de conhecimento:


Cite esse conteúdo

Para citar o conteúdo desse artigo em dissertações, manuscritos ou teses, utilize o link direto: https://www.doutoriot.com.br/dashboards/dashboards-no-excel/

A referência abaixo já está formatada no padrão ABNT:

DIAS, Gabriel Martins. Por onde começar um Dashboard no Excel?. Doutor IoT, São Paulo, 11 de jun. de 2021. Disponível em: <https://www.doutoriot.com.br/dashboards/dashboards-no-excel/>. Acesso em: 11 de jun. de 2021.