O que você
sabe sobre Internet das Coisas?

A Internet das Coisas (IoT) é uma das tecnologias emergentes de maior impacto na sociedade nos últimos anos. Entender o seu papel, seu potencial e suas limitações será fundamental nos próximos anos.

Curso online de Arquiteto IoT    O que é IoT?
Negócios

Que tipo de aplicações de Internet das Coisas dão certo?

Projetos IoT já são realidade em muitos países. No Brasil, algumas empresas saíram na frente e já buscam oportunidades e desafios que podem ser superados com o uso desse tipo de tecnologia. Enquanto vamos conectando mais e mais dispositivos nos roteadores domésticos e criamos a Internet das Coisas em nossos lares, muitas empresas começam a se preparar para as enormes quantidades de dados que todos esses dispositivos produzirão.

No entanto, não basta conectar um sensor à Internet. O sucesso de projetos IoT está no valor que o projeto traz para o sociedade ou para a empresa. Isso pode acontecer principalmente através da gestão eficiente de recursos, da redução de custos ou do aumento da produtividade industrial e rural.

Indústria

Com a Internet das Coisas Industrial (IIoT), a comunicação com as máquinas tem duas vias, e não apenas centraliza a coleta dos dados em uma plataforma, mas também torna possível que a Inteligência Artificial processe a informação na nuvem e informe localmente a ação que cada máquina deve tomar. Na Indústria 4.0, essa plataforma irá coletar dados de diversas fontes e processá-los em busca de padrões de operação, com o objetivo de encontrar anomalias e situações de risco, como a iminência de falhas e paradas de máquinas, entre outros benefícios.

Varejo

O momento tecnológico atual, associado às condições que a pandemia trouxe ao nosso dia a dia, favorece a adoção de meios de pagamento sem fio. Por exemplo, tecnologias de aproximação em celulares permitem que as pessoas efetivem um pagamento sem ter que inserir um cartão e digitar uma senha. Alternativamente, os QRCodes (uma evolução do código de barras) também têm sido adotados em massa, uma vez que não exigem nenhuma tecnologia além da câmera que qualquer smartphone possui hoje em dia.

Saúde

Tanto nos cuidados com os pacientes, quanto no monitoramento da infraestrutura de hospitais e laboratórios, soluções de IoT vêm ajudando o setor de saúde no Brasil e no mundo. Por exemplo, em aplicações práticas mais recentes, recém-nascidos e suas mães passaram a vestir pulseiras que só liberam a saída de um setor se o bebê estiver sendo levado pela responsável legal.

Agricultura

As soluções brasileiras vêm despontando como alternativas na digitalização de informações sobre o clima local e o estado da plantação, permitindo a agricultura de precisão com uma gestão mais eficiente dos recursos, reduzindo custos e aumentando a produtividade de grandes produções. O monitoramento remoto de plantações e criações de animais têm rendido bons frutos aos agricultores brasileiros.

Gestão

O que é necessário para colocar um projeto de Internet das Coisas em prática?

Time

É importante montar um time e uma estratégia de aprendizado contínuo para acompanhar as tecnologias de mercado. O primeiro passo é entender os conceitos básicos das soluções e a multidisciplinaridade desse tipo de projeto e depois desenvolver as habilidades e competências necessárias para trabalhar com IoT e Inteligência Artificial.

Projeto

Entender o mercado e criar uma estratégia de prototipação e criação de MVP é fundamental para o sucesso de projetos de inovação.

Arquitetura

O que compõe uma solução de Internet das Coisas?

Sensores

Um sensor é um componente eletrônico que detecta, mede e digitaliza um fenômeno físico. Por exemplo, temperatura, pressão atmosférica, velocidade, vídeo ou som.

Dispositivos (ou Coisas)

Uma "Coisa" é qualquer aparelho capaz de processar e transmitir informações de sensores, como câmeras, detectores de presença e temperatura.
Leia mais sobre smart devices.

Conectividade

A escolha entre Wi-Fi, 5G, RFID, Bluetooth, Lora ou outra tecnologia de transmissão na IoT é baseada em três pilares principais: energia, alcance, e velocidade.

Cloud computing

 

A computação na nuvem (Cloud) permite que algoritmos avançados de Inteligência Artificial gerem insights utilizando diversas fontes de dados, através de Big Data & Analytics.

Dashboards

Uma plataforma de visualização de dados é fundamental para entender as informações de projetos. Por exemplo, Tableau e Power BI são amplamente utilizadas no mercado.
Leia mais sobre Dashboards.

Segurança

Dispositivos e aplicações IoT precisam estar protegidos contra ataques que forjam dados ou comprometem suas funções, como sensoreamento e transmissão de dados.

Quem sou eu?

Gabriel Martins Dias

Gabriel Martins Dias, PhD
Dots
Dots

Formação

  • Ph.D. em Redes Sem Fio (Universidade Pompeu Fabra, Espanha)
  • MBA Executivo Internacional (Fundação Instituto de Administração, Brasil)
  • Mestre em Redes de Sensores Sem Fio (Universidade de Berna, Suíça)
  • Bacharel em Ciências da Computação (UNICAMP, Brasil)
  • Especialista em Ciência de Dados (Universidade Johns Hopkins, EUA)

Áreas de atuação

Empreendedorismo, Inovação, Inteligência Artificial e Internet das Coisas.

Experiência

Formação de times, gestão de pessoas, desenvolvimento de estratégias para novos negócios e criação de plataformas digitais.

10 anos em projetos IoT na Europa e Ásia e liderança em mais de 10 projetos de IoT e Inteligência Artificial em grandes empresas latinoamericanas.

Mais informações

Perfil de Gabriel Martins Dias no LinkedIn